← Voltar para o Blog


O que é Dash?

Altcoins


A criptomoeda Dash é a antiga Darkcoin, mudaram o nome da moeda, mas as funcionalidades oferecidas permaneceram. Dash é considerado a próxima geração da moeda digital, se tornando um revolucionário sistema do dinheiro digital, mais e mais usuários estão se adicionando a rede, desde a sua aparição no mercado das criptomoedas em janeiro de 2014 por Evan Duffield, o criador da moeda e do X11.

Dash é atualmente a 22ª maior moeda digital no mercado e tem sido aceita nas App stores. Isso prova que a demanda e a classificação da moeda estão crescendo. É a primeira moeda digital a ter uma rede de dois níveis. O primeiro nível é feito de mineradores que outorgam transações no blockchain e o segundo nível são os nós mestres. Estes são os servidores que permitem as funções de privacidade e transações instantâneas. No futuro, eles certamente serão capazes de oferecer funcionalidades únicas para a moeda, que consegue mantê-los em uma categoria única, fornecendo aquilo que outras moedas digitais ainda não podem.

No caso da sua ICO, a moeda Dash não teve pré-mineração, e devido ao seu algoritmo de Prova de Trabalho (PoW) X11, a Dash pode ser minerada utilizando mineradores CPU, GPU ou ASIC, até chegar ao máximo estimado de 18,9 milhões de moedas, as quais, segundo os seus desenvolvedores, estão projetadas para serem geradas até o ano 2300. Esta moeda funciona através de uma blockchain peer-to-peer com grupos de servidores chamados quóruns e com mais de 4100 Masternodes, tornando uma das maiores redes do mundo.

Nós Mestre (Masternodes)

Além da tradicional Prova de Trabalho para minerar a Dash, os usuários são premiados por rodar e manter servidores especiais chamados de nós mestre. Esses nós são utilizados para viabilizar as funcionalidades de PrivateSend, InstantSend, e de governança e sistemas de tesouraria. Existe também uma forma de premiar os usuários que mantem esses nós, onde 45% da premiação de um bloco minerado é alocado para pagar a rede de hospedeiros desses nós. A existência de nós mestre permitem os seguintes serviços:

InstantSend: Tipo de transação quase que instantâneas que possui um tempo de confirmação da transação em aproximadamente 1.3 segundos.

PrivateSend: A tecnologia por trás dessa funcionalidade permite que uma transação de valor semelhante a outras duas transações, de outros usuários, possam ser misturadas, formando uma única transação com a capacidade de esconder o endereço de origem das várias transações que compõem essa mistura, e ainda assim possibilitando que cada usuário envolvido, tenha total controle sobre suas moedas.

Governança e Tesouraria: Permite que seus clientes possam tomar decisões sobre os projetos propostos voltada no desenvolvimento da moeda, onde 10% da premiação por minerar um novo bloco é dedicada à estes projetos.

Algoritmo de Hash X11

O X11 possui uma maior complexidade e sofisticação, fornecendo níveis aprimorados de segurança e menos incerteza para uma moeda digital, em comparação a soluções baseadas em prova de trabalho com um único hash que não estão protegidas contra riscos de segurança. Basicamente para que você entenda, algoritmo de hashing encadeado do X11 utiliza uma sequência de onze algoritmos de hashing científico focados em prova de trabalho, objetivando que a distribuição do processamento seja justa e as moedas sejam distribuídas da mesma maneira que as do Bitcoin.

O X11 pretendia tornar os ASICs (circuitos integrados de aplicação específica) muito mais difíceis de serem criadas, dando à moeda muito tempo para se desenvolver antes que a centralização da mineração se tornasse uma ameaça à moeda. Esta abordagem foi amplamente bem sucedida, se tornando inclusive mais complexa que a SHA-256, usada no Bitcoin. Evan, seu criador, escreveu em várias ocasiões que o X11 não foi integrado ao Dash com a intenção de impedir que os fabricantes de ASIC criem ASICs para o X11 no futuro, mas sim fornecer um caminho migratório similar ao do Bitcoin que caminhou desde CPUs migrando para GPUs e por fim ASICs.

Por que pessoas escolhem a moeda Dash?

A Dash mantém as transações e balancetes muito privados com as suas medidas de segurança aprimoradas. Ela possui uma tecnologia inovadora que dá aos usuários a capacidade de enviar dinheiro instantânea e irreversivelmente em quatro segundos totais. Sendo global, qualquer pessoa pode enviar dinheiro a qualquer lugar pelas mesmas taxas e na mesma velocidade, não há variação. O seu uso é barato, a maioria das transações custam somente alguns centavos, que é muito mais barato do que outros serviços.

O crescimento da moeda

O preço de moeda Dash tem crescido. Parte do motivo disso, é o plano para atualizar a experiência do usuário, com mais investimentos com o programa, pode potencialmente aumentar mais ainda o preço. Há vários vendedores que ainda não aceitam a moeda Dash, mas diversos negócios independentes, já o aceitam.

O intermediário na rede Dash, são os nós mestres. Um nó mestre, é um minerador que comprou 1000+ moedas Dash. O blockchain da Dash é público como todos os blockchains em moedas digitais, mas vai além, pois uma pessoa pode enviar pequenas denominações para vários nós mestres e eles responderem, enviando em moedas diferentes. Assim o rastro se perde. A característica principal que está atraindo as pessoas para o Dash é conhecida como o “Sistema Darksend”: ele faz com que as transações sejam indetectáveis. Nenhuma conta é necessária, nenhum registro e nenhuma verificação de identidade. Para fins de anonimidade, isso é melhor do que o Bitcoin e isso faz da Dash a criptomoeda mais eficiente em termos de privacidade.

Algumas pessoas preferem a Dash porque um bloco pode ser minerado a cada 2.6 minutos e possuem tamanho de 2 MegaBytes por bloco, aproximadamente 56 transações por segundo. A premiação por Bloco reduz em 7.14% ao ano e utiliza o algoritmo Dark Garvity Wave de ajuste na dificuldade de minerar, este algoritmo foi desenvolvido para gerar Dash até o ano de 2300.

Dash ou Bitcoin?

As “falhas” do Bitcoin levaram ao desenvolvimento da Dash, sendo aproveitadas positivamente pelos seus usuários. As “fraquezas” do Bitcoin incluem um limite de tamanho de bloco que reduz o tempo de processamento das transações e um período de criação de blocos de 10 minutos, o que restringe muito o uso de transações do mundo real pelos usuários.

Outro ponto é que o tamanho da blockchain do Bitcoin é muito grande e continua a crescer, entanto que o Dash tem uma melhoria nesse aspecto, além do que o Bitcoin não possui um grupo base de desenvolvedores, o que deixa as melhoras e a manutenção da sua plataforma, para ser gerenciado por voluntários. Já a Dash é uma criptomoeda que está em subida e por um preço ainda bem acessível, além de ter uma grande equipe de suporte por trás dela.



Instagram



Facebook





Faça parte das negociações de criptos,
mais ativas do mundo!

CRIE SUA CONTA AGORA MESMO

Já tem cadastro? Faça login.